O Duo Lua Branca nasceu em 1999, com a proposta de tocar música seresteira. Em seus primeiros anos de atuação e a pedido do público, o Duo gravou algumas músicas mais tocadas em shows, que resultou no álbum Serestas, lançado em 2000 pelo selo Borage Diskos.

Serestas, como diz o título, traz uma série de canções seresteiras que marcaram a história musical brasileira. O álbum traz ainda duas músicas instrumentais compostas por Laura Campanér: Uma Voz e Filme Triste. A música Lua Branca, da Opereta O Forrobodó de Chiquinha Gonzaga, que dá nome ao duo, não poderia deixar de estar presente neste trabalho de sonoridade pura.

Na leveza sonora de seus instrumentos o Duo Lua Branca reúne atualmente em seu repertório, músicas gravadas no álbum Serestas como A Noite do Meu Bem (Dolores Duran), Ontem ao Luar (Catulo da Paixão Cearense/Pedro Alcântara) e as duas composições instrumentais de autoria de Laura Campanér Filme Triste e Uma Voz, além de outras canções de destaque do cancioneiro.

Como comentou Beto Feitosa, por ocasião do lançamento do álbum Serestas. “O resgate proposto pelo Duo Lua Branca é muito mais do que musical. A simplicidade da formação remete a um passado romântico em que instrumentos eletrônicos ainda não tinham vez e o grande palco era a rua, de preferência próximo a uma janela feminina. Agradável e singelo, o álbum não vai estar em nenhuma lista dos mais vendidos. Mas, com certeza, faz a diferença”.

Fonte: Beto Feitosa (Ziriguidum)

 

 

 

Michael Freeman is on TwitterFacebook and LinkedIn